Postado em 21 de Janeiro às 16h31

Bem-estar aumenta a produtividade

Artigos (11)
P&P Consultoria -Desenvolvimento Humano e Organizacional "Investimento em bem-estar reduz o número de faltas e o turnover nas empresas, é o que mostram pesquisas Pessoas com maior bem-estar apresentam melhor desempenho e...

"Investimento em bem-estar reduz o número de faltas e o turnover nas empresas, é o que mostram pesquisas
Pessoas com maior bem-estar apresentam melhor desempenho e custos menores nos cuidados com a saúde. Essa é a constatação de mais de 2,6 milhões de pesquisas em campo realizada pela Sharecare, com o Índice de Bem-Estar da Gallup-Sharecare, conjunto de dados sobre bem-estar, que avalia o nível de qualidade de cinco dimensões: propósito, social, financeiro, comunidade e físico.

Empresas investem pouco na integração dos programas de saúde e bem-estar


O índice Bem-Estar da Gallup e Sharecare é realizado por meio da plataforma Sharecare, em parceria com a Gallup, que mescla décadas de pesquisas, liderança em saúde e expertise em economia comportamental para acompanhar e entender os fatores-chave que impulsionam um maior bem-estar para os indivíduos e suas populações.
Estudos da Sharecare apontam que há um ganho corporativo significativo quando empresas olham para essas cinco dimensões. Comparando, em um período de 12 meses, colaboradores de uma empresa que “prosperaram” somente em uma das dimensões do bem-estar, como o físico, por exemplo, aos que evoluíram nas cinco dimensões percebeu-se:
41% menos absenteísmo não planejado;
65% menos chances de estarem envolvidos em acidentes de trabalho;
81% menos intenção de procurar um novo trabalho.
Além disso, as empresas que investem na gestão digital e integrada de saúde, em 12 meses podem reduzir significativamente os custos médios com saúde depois da avaliação de bem-estar. Outro dado importante que foi comparado: o custo anual de sinistros é até 3.5 vezes maior com a população com baixo índice no bem-estar.
A produtividade do time também é impactada. Em média, um indivíduo com um bem-estar 10% maior terá:
5% menos faltas não programadas;
24% menos de presenteísmo (quando o profissional está presente, mas não tem produtividade)
6% de mais dias de maior produtividade em um intervalo de 28 dias.
“Pessoas saudáveis, dentro do conceito holístico de saúde, vivem mais e melhor, são mais produtivas e assíduas ao trabalho, além de utilizarem menos os recursos de saúde, como internações, pronto-socorro e medicamentos”, afirma a médica Ana Cláudia Pinto, diretora Desenvolvimento de Produtos."

Fonte: Melhor Gestão de Pessoas

Veja também

A IMPORTÂNCIA DO RH ESTRATÉGICO NO PROCESSO DE RECRUTAMENTO29/06/18 Pesquisa alerta para lentidão nos processos de recrutamento e seleção de candidatos Processos de recrutamento longos, complexos e com retorno muitas vezes demorado estão prejudicando as chances que uma empresa tem de contratar os melhores talentos no mercado. Mesmo com a tecnologia jogando a favor com a área de Recursos Humanos, ainda existem processos que desgastam candidatos......
Onboarding é essencial para desenvolvimento e retenção18/07 O grande desafio de todo líder de equipe é encontrar o candidato ideal em um processo seletivo e engajar ele a partir do momento que se torna um colaborador. O trâmite de interação desse novo membro com a empresa é......
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO (T&D)30/01 Empresas brasileiras investem R$ 2,21 milhões em capacitação de colaboradores "Em 2018, as empresas brasileiras investiram em Treinamento & Desenvolvimento (T&D) uma média de R$ 2,21 milhões – montante......

Voltar para NOVIDADES